12 de março de 2011

Filhos do Divórcio


-Então você vai aceitar mesmo sabendo que poderá ser apagado da existência?
-Nada me daria mais prazer!

Então o processo cientifico começou. Cada músculo do meu corpo contorcia a sensação de ser esmagado e cortado em pequenos cubos era tão real, porém não passou de uma experiência da qual sobrevivi e agora me resta uma missão!


Algum tempo atrás:


O ambiente era um bar local, pessoas se divertiam comemorando o fim da repressão que o governo exercia sobre a população. Tudo não passava de festas e fogos de artifícios que ascendem ao céu em seus cinco talvez dez segundos de glória. A verdade é que a vida desse povo era comparada a vida útil dos fogos, apenas um momento instantâneo de felicidade e depois disso um mar de escuridão. Um longo mar de escuridão..

Mais hoje não, hoje a bebida dá alegria e tudo está bem e perfeito. Eu sou o único do lado de fora, observando como tudo começou enquanto um homem pede licença para a moça que estava acompanhando ele sai com um copo na mão para pegar um ar e começar meu ciclo de erros. Ele procura no bolso do casaco, pega uma caixinha a abre com todo esmero e começa a analisar a aliança que existe nela e fala alto “Tenho que tomar coragem para isso!”

Essa é minha deixa, vou de encontro aquele homem passos largos como as sombras, olho bem para aquele ser a minha frente, ele me estranha por ter uns aspectos parecidos com os dele só que ele estava alto demais para perceber todos os detalhes. Ele achou que era um assalto e escondeu a aliança como se isso fosse mais importante que sua vida.


 -Ei, por favor, leva tudo menos isso, é para uma pessoal muito especial!Você entende não é cara?

Ele estava desesperado, hipócrita mal sabe que.. Fiz um gesto pacifico demonstrando que só queria conversar, ele ainda estava apreensivo e evasivo.

-Eu nem sei como começar..
 Eu disse meio irônico, e o homem pareceu se acalmar, mas ainda estava desconfiado
-Sabe essa historinha ai que você pretende pedi-la em casamento agora?Não vai dar certo, e eu sei disso porque eu sei que seu amor por ela não é um ciclo sem fim como essa aliança que você quer dar para a pobre moça!

A história tomou outro rumo e antes que eu pudesse falar o resto o homem começa a choramingar falando que ela era o amor da vida dele e outras besteiras que eu sei que não são verdades. Eu resolvi abrir o jogo, sem mais delongas

-Eu sou seu filho, não.. na verdade eu sou o filho do divorcio eu vim do futuro graças a um teste militar, e resolvi fazer algo para mudar a vida de uma pessoa que não merece sofrer e essa é a minha mãe!Você não sabe como tirou pena por pena de um anjo com um simples pedido de casamento ao longo do tempo. Você volta bêbado todas as noites e discutia com ela, e quando ela fica preocupada você desliga o telefone na cara dela porque é um incompetente que não queria assumir que seu amor por ela morreu!Isso não é nobre, é bem trágico...
Eu precisei de uma pequena pausa para recobrar e não jogar muitas informações naquela mente debilitada pelo álcool o impulso falava mais alto toda vontade de jogar na cara daquele rato todas as verdades me consumiam em chamas.


-Eu não vou falar de todas as desgraças que aconteceram agora, olhe bem para isso!
Aproximei meu rosto daquele homem confuso e mostrei minha cicatriz no olho, graças a uma garrafa e um dia de bebedeira; Lágrimas escoriam dos olhos vermelhos daquele homem e ele disse:
-Você se parece tanto comigo, mais tem os olhos da Cindy...
Escrevi um numero de telefone em um papel e entreguei ao homem,o que seria o de sua futura amante.
-Poupe um tempo e uma vida, faça o que é melhor para todos nós e me prove que se eu nasci com honra foi porque eu puxei um pouco de você!
Ele olhava para baixo tentando não aceitar a verdade, mais novamente olhou para cima levantou-se colocou a mão em meu ombro esquerdo e perguntou em um gesto fraternal
-Você vai ficar bem?
Olhei seco para o homem a minha frente talvez uma reação ao primeiro gesto fraternal que eu tive na vida.
-Melhor impossível.
E então eu observei o homem se despedir da jovem moça ela começou há chorar um pouco mais eu sabia que tudo ficaria bem e ela iria encontrar outra pessoa,terminar a faculdade ter um futuro melhor e mais claro do que sendo uma mãe solteira criando uma criança sozinha. Olhei para o horizonte e aquela cidade brilhava tão intensamente, até que todas as luzes consumiram tudo,nesse instante o tempo parou e o ar se tornava mais leve, ao meu redor só existia eu e um clarão enorme, senti meu coração aquecido pelo menos uma vez de um modo diferente e tudo o que eu consegui ouvir foi a voz da minha mãe me chamando mais uma vez!
----------
Dedicado a todos Filhos do Divórcio, abraços do @der_werwolf 
Hoje o post tem um tema e um video legal também de um documentário quem quiser assistir é pouco tempo só. Ah  e sigam o twitter @heavenswillburn sigam o blog também é fácil e você NÃO precisa ter outro blog pra seguir, deixe comentários para a equipe melhorar cada vez mais o blog :)

E quem gostou pode pegar no meu twitpic algumas fotos do @heavenswillburn para colocar no Tumblr:






 

2 comentários:

dkschiffer disse...

Acho que já disse milhoes de vezes como eu amo o que você escreve néah? KOFDKODFKDOFOKFDOKDF'
Esse foi um dos posts que mais me emocionou, deve ser porque mexe com um sentimento que tanto constroi como destrói qualquer pessoa: Os papéis de mãe a pai!
Dude, muito bom<3
bgks'
@dkdree_

Anônimo disse...

Ninguém pode fugir do destino...Estava escrito... MAKITUB.

bjs
amo vc!!!